Depoimento

Egresso FIP é sucesso na TV apresentando o programa Casos de Polícia

Jornalismo | 22/05/2015

Às vezes fico pensando o que seria se não fosse jornalista, sinceramente não consigo me imaginar fazendo hoje outra coisa fora do universo da comunicação. Esse pensamento foi amadurecido durante o percurso da vida, acredito que aos poucos vamos moldando nossa personalidade. Venho de uma família simples, porém nunca me faltou educação e quando me refiro à educação estou falando de educação de base, dentro de casa, daquelas que o pai e a mãe são os detentores das rédeas.

 

Quando decidi entrar na faculdade de comunicação alguns assuntos socioeconômicos já me inquietavam, estava vindo do meio político e carregado de ideologias, tipo aquelas de querer mudar o mundo, acabar com a fome e com a miséria, coisa de gente jovem!

 

Na faculdade consegui construir vários amigos entre estes, destaco os professores e aí ressalto a qualidade dos mestres e dos equipamentos da instituição, essa combinação positiva, diminui o impacto da diferença entre o banco acadêmico e a dura realidade do mercado de trabalho. Entre as pessoas que havia conhecido da academia e construído a minha rede de contatos, estava um cara conhecido como Alex, ele era de Campina Grande e fazia freelance para a TV Borborema.

 

Certo dia conversando com Paulo Costa nos corredores das FIP, ele me apresentou Alex que por sua vez, depois de trocarmos poucas palavras me ofereceu um horário comprado aos sábados na TV Borborema. O projeto foi amadurecido, um mês depois do primeiro contato estava estreando ao meio dia o Programa “DECOLA SERTÃO”. E dessa maneira tirando leite de pedra, começamos, em suma, com o programa no ar, consegui vender cotas que chegaram a me render três vezes mais do que ganhava quando trabalhava na prefeitura de Pombal.

 

A vida é feita de escolhas e quando você escolhe ser jornalista, não se engane você esta escolhendo ir pelo lado mais difícil, a vida é desse jeitinho, pois ir pelo lado mais difícil te leva a valorizar sua conquista, acho que você já ouviu a frase: “O que vem fácil vai fácil” essa história é inversamente proporcional.

 

Meu tempo era sempre dividido entre viagens para Patos – PB, pois morava em Pombal – PB e todos os dias pegava o ônibus da Prefeitura sempre às cinco da tarde e retornava as onze da noite, o que sobrava dos dias era dividido entre edição e vendas. Gostaria mesmo de destacar a importância de se valorizar o tempo dentro da universidade, passa muito rápido, no meu caso em especifico o espaço que existe entre adquirir o conhecimento e colocar esse conhecimento em pratica foi diminuído por força das circunstancias, mas temos que ter consciência que a Faculdade indica o caminho das pedras e você é o responsável por iniciar a caminhada.

 

O que move o homem é o desafio! O meu pensamento agora era expandir o meu conhecimento e alçar um vôo mais alto. Daí então projetei um Programa também semanal, porém agora na TV Tambaú, com um alcance maior e mais amadurecido, com uma boa rede de contatos conheci Josinaldo Junior, dono de uma produtora de vídeos em João Pessoa e vendi a ideia para ele, estava nascendo uma versão maior do antigo Decola Sertão, agora ele passava a ser Zoom de Noticia e era exibido na TV Tambaú sempre aos sábados ás oito e trinta da manhã.

 

No inicio alternei idas e vindas de Pombal a João Pessoa era uma rotina cansativa, saía de Pombal na quinta-feira pela madrugada de carona, chegava a João Pessoa pela manhã e gravava o programa durante a tarde, essa foi minha rotina no primeiro mês de programa no ar. Mas e aí? Sabe aquelas voltas que a vida sempre dá? Pois é, deu novamente. Uma bela sexta-feira fui entregar o DVD do programa na TV Tambaú e a então chefe de redação na época, Vall França me olhou e disse: “você quer fazer o teste para apresentar o jornal da noite?” a resposta foi sim. Hoje estou apresentando o programa diário, Caso de Policia, que cresce mês a mês nas pesquisas de audiência.

 

Algumas coisas não foram possíveis de serem colocados, pensando bem enquanto escrevia, acho até que dava pra fazer um livro, mais isso é outra história e pra finalizar, caso algum pretenso jornalista esteja lendo esse texto não se esqueça de aproveitar o máximo possível o tempo na faculdade, retirem o que poderem dos professores e um detalhe muito interessante, é mentira de quem fala que você não aprende nada na faculdade e que o conhecimento externo é mais valioso, isso é desculpa de gente preguiçosa que não tem coragem de encarar o ensino superior e outro detalhe, na maioria das vezes agente não enxerga o que Deus esta fazendo em nossas vidas, o que hoje pode parecer um desastre amanhã pode ser sua salvação!

 

Fábio Almir Araújo

Bacharel em Comunicação Social

Apresentador do programa Caso de Polícia - TV Tambaú